Quais São Os Fundamentos Do Islam?

O fundamento da fé Islâmica é a crença na Unicidade de Deus. Isto significa acreditar que só existe somente um Criador e Sustentador de tudo no Universo, e que nada é divino ou digno de ser adorado excepto Ele. Acreditar verdadeiramente na Unicidade de Deus significa muito mais do que simplesmente acreditar que existe “Um Deus” – em oposição de dois, três ou quatro. Existem um certo número de religiões que afirmam acreditar em “Um Deus” e acreditam que por fim só existe um Criador e Sustentador do Universo. No entanto, o Islam, não só insiste nisto, mas rejeita também o uso de palavras como “Senhor” e “Salvador” para alguém além de Deus O Todo-Poderoso. O Islam rejeita igualmente a utilização de todos os intermediários entre Deus e (o) Homem, e insiste que as pessoas abordem Deus directamente e que reservem toda a adoração somente para Ele sozinho. Os Muçulmanos acreditam que Deus O Todo-Poderoso é Compassivo, Amoroso e Misericordiosíssimo.

A essência de falsidade é a afirmação que Deus não pode lidar e perdoar as Suas criaturas directamente. Por exceder a carga do pecado, como também afirmar que Deus não te pode perdoar directamente, as religiões falsas procuram levar as pessoas a perderem a esperança da Misericórdia de Deus. Uma vez que eles estão convencidos de que eles não podem abordar Deus directamente, as pessoas podem então ser enganadas a se virarem para deuses falsos para ajuda. Estes “deuses falsos” podem assumir várias formas, como santos, anjos, ou alguém que acredita-se ser o “Filho de Deus” ou “A Encarnação de Deus”. Em quase todos os casos, as pessoas que adoram, oram e procuram ajuda de um deus falso não consideram que (este deus falso) seja, ou não lhe chamam, um “deus”. Ele afirmam acreditar em Um Deus Supremo, mas afirmam que ele oram a; e adoram outros ao lado de Deus só para se aproximarem dEle. No Islam, existe uma distinção clara entre o Criador e o criado. Não existe qualquer ambiguidade na divindade – qualquer coisa que é criada não merece adoração e somente o Criador é que merece ser adorado. Algumas religiões acreditam erroneamente que Deus tornou-se parte da Sua criação, isto levou as pessoas a acreditar que elas podem adorar algo que foi criado a fim de chegar ao seu Criador.

Os Muçulmanos acreditam que mesmo Deus sendo Único e além da compreensão – Ele não tem (nenhum) “Filho”, parceiro ou associados. Segundo a crença Muçulmana, Deus O Todo-Poderoso “não gerou e não foi gerado” – nem literalmente, alegoricamente, metaforicamente, fisicamente ou metafisicamente – Ele é Absolutamente Único e Eterno. Ele está sob o controle de tudo e é perfeitamente capaz de conceder a Sua Misericórdia e Perdão infinito a quem Ele escolher. É por isso que é chamadO de O Todo-Poderoso e Misericordiosíssimo. Deus O Todo-Poderoso criou o Universo para o homem e, como tal, quer o melhor para todos os seres humanos. Os Muçulmanos vêm tudo no Universo como um sinal da Criação e Benevolência de Deus O Todo-Poderoso. Além disso, a crença na Unidade de Deus não é apenas um conceito metafísico. É uma crença dinâmica que tem um efeito sobre a visão de alguém sobre a humanidade, sociedade e todos os aspectos da vida.

Fonte: SPubs.Com | NMM010003

Esta entrada foi publicada em Descubra O Islam. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *