As Origens De Shirk

Daquilo que foi estabelecido na Shari’ah (lei prescrita) é que a humanidade era – no começo – uma única nação sobre a verdadeira Tawhid, então depois, Shirk (direccionar qualquer parte ou forma de adoração, ou qualquer outra coisa que é somente o direito de Allah, para outro além de Allah) gradualmente veio sobre eles. A base para isto é a afirmação de Allah – O Santíssimo, O Altíssimo:

“A humanidade era uma só comunidade. Então, Allah, enviou os profetas, por alvissareiros e admoestadores.” [Surah al-Baqarah 2: 213]

Ibn ‘Abbas – radiyAllaahu ‘anhu – disse:

Entre Nuh (Noé) e Adam (Adão) estavam dez gerações, todas elas estavam sobre a Shariah (lei) da verdade, depois elas diferenciaram-se. Então Allah enviou profetas como representantes (aqueles que trazem) de boas notícias e como avisadores.” [1]

Ibn ‘Urwah al-Hanbali (m. 837 H) disse:

“Esta afirmação refuta aqueles históricos do Povo do Livro que afirmaram que Qaabil (Cain) e os seus filhos eram adoradores de fogo.”[2]

Eu digo: Nela (na afirmação) está também uma refutação de alguns dos filósofos e ateístas que afirmaram que a base (natural) do homem é Shirk, e que Tawhid evoluiu no homem! A ayah (verso) anterior falsifica esta afirmação, assim como também nos dois seguintes ahadith autênticos:

Primeiro: A afirmação (do Profeta – sallallaahu ‘alayhi wa sallam) que ele relatou de seu Senhor (Allah):  “Eu criei todos os meus servos sobre a verdadeira Religião (sobre Tawhid, livre de Shirk). Depois os diabos vieram para eles e levaram-nos por caminhos desviados (fora) da sua verdadeira Religião. Eles fizeram ilícito para as pessoas aquilo que Eu tinha feito lícito para elas, e eles ordenaram-lhes a associar parceiros em adoração Comigo,  aquilo sobre o qual Eu mandei nenhuma autoridade. [3]

Segundo: A afirmação (do Profeta – sallallaahu ‘alayhi wa sallam): “Todas as crianças nascem sobre a Fitrah [4] mas os seus pais fazem dele um judeu ou um cristão ou um mago. É como da forma que um animal dá à luz uma descendência natural, notas-te alguma vez algum nascido mutilado, antes de mutilá-los?

Abu Hurayrah disse: Recita se desejares: “Assim é a natureza feita por Allah – segundo a qual Ele criou os homens. Não há alteração na criação de Allah.” [Surah ar-Rum 30: 30] [5]

Depois desta explicação clara, é de extrema importância para os Muçulmanos saberem como Shirk se espalhou entre os fiéis, depois de eles serem muwahhidin (pessoas sobre Tawhid).

No que diz respeito à palavra de Allah – o Mais Perfeito – sobre o povo de Nuh (Noé em Português):

“E disseram: ‘Não deixeis vossos deuses e não deixes Wadd nem Swa’ nem Yaghuth nem Ya’uq nem Nasr!'” [Surah Nuh 71: 23]

Foi relatado a partir de um grupo dos Salaf (Antecessores Piedosos), em muitas narrações, que estas cinco divindades eram servos virtuosos. No entanto, quando eles morreram, Shaytaan (Satã ou Satanás em Português) sussurrou para o povo deles para se recuarem e sentarem-se em seus túmulos. Então Shaytaan sussurrou para aqueles que vieram depois deles que deviam tomá-los como ídolos, embelezando-lhes a ideia que iriam de ser lembrados deles e assim segui-los na conduta correcta. Depois Shaytaan sugeriu para a terceira geração que eles deveriam adorar estes ídolos além de Allah – O Altíssimo – e ele sussurrou para eles que isto era o que os seus antepassados costumavam fazer!!!

Então Allah enviou para eles Nuh (‘alayhi sallam), ordenando-lhes para adorar somente Allah. No entanto, ninguém respondeu à sua chamada excepto uns quantos. Allah – o Todo-Poderoso e Majestoso – relatou este incidente todo em Surah Nuh.

Ibn ‘Abbas relata:

“Certamente estes cinco nomes dos homens virtuosos do Povo de Nuh. Quando eles morreram Shaytaan sussurrou para o seu povo para fazer estátuas deles e colocar essas estátuas em lugares de encontro, como uma lembrança deles, então eles fizeram isto.

No entanto, nenhum entre eles adoravam estas estátuas, até que eles morreram e o propósito das estátuas foi esquecido. Então (a geração seguinte) começou a adorá-los.” [6]

Coisas como estas foram também relatadas por Ibn Jarir at-Tabari e outros, de um número dos salaf (Antecessores Piedososo) – radiyAllaahu ‘anhum.

Em ad-Durral-Manthur (6/269):

‘Abdullaah ibn Humaid relata de Abu Muttahar, que disse: Yazid ibn al-Muhallab foi mencionado para Abu Ja’far al-Baaqir (m. 11H), então ele disse: Ele foi morto no lugar onde outros além de Allah era primeiro adorado. Então ele mencionou Wadd e disse:

“Wadd era um homem Muçulmano que era amado pelo seu povo. Quando ele morreu, as pessoas começaram a juntar-se à volta de seu túmulo na terra de Baabil (Babel), lutuosas e lamentando-se sobre ele. Então quando Iblis (Shaytaan, Satanás ou Satã) as viu (as pessoas) lutuosas e lamentando-se sobre ele, ele tomou a forma de uma homem e veio ter com elas, dizendo: Eu vejo que vocês estão lutuosos e lamentando-se sobre ele. Porque é que então não fazem um retrato dele (ou seja, uma estátua) e colocam-no nos vossos lugares de reunião para que assim vocês talvez se lembrem dele. Então eles disseram: Sim, e eles fizeram um retrato dele e colocaram-no nos seus lugares de reunião; que lembravam-nos dele.

Quando Iblis viu como eles estavam (excessivamente) a (re)lembrar-se dele, ele disse: “Porque é cada homem entre vocês não faz um retrato similar para colocar nas vossas próprias casas, para que vocês possam se (re)lembrar (constantemente) dele.”

Então eles disseram todos “sim”. Então cada família fez um retrato dele, que adoravam e veneravam e que lhes recordava constantemente dele.

Abu Ja’far disse: “Aqueles da geração mais tarde viram o que a (gerações anterior) tinha feito e consideraram isso……..à medida em que o levaram como um ilah (divindade) para ser adorado além de Allah. Ele então disse: “Este foi o primeiro ídolo a ser adorado além de Allah, e eles chamaram este ídolo Wadd” [7]

Assim a sabedoria de Allah – O Abençoado, O Altíssimo – foi realizada, quando Ele enviou Muhammad (sallallaaahu ‘alayhi wa sallam) como o Profeta final e fez a Sua Shari’ah a completação de todas as Leis Divinas Prescritas, em que Ele proibiu todos os meios e estradas (caminhos, avenidas) pelas quais as pessoas possam cair em Shirk – que é o maior de todos os pecados.

Por esta razão, construir templos sobre túmulos e intencionar de viajar especificamente para eles, levá-los como lugares de festividades e reunião e jurar um juramento pelo ocupante de um túmulo; (estas coisas) foram todas proibidas.

Tudo isto leva ao excesso e leva à adoração de outros em vez de Allah – O Altíssimo.  Sendo este o caso, ainda mais em uma época em que o conhecimento está a diminuir, a ignorância a crescer, existem poucos conselheiros (para a verdade) sinceros e shaytaan está a cooperar com o homem e jinn para desviar a humanidade e levá-los para longe da adoração de Allah sozinho – O Abençoado, O Altíssimo.


Notas:

(1)    Tahdhirus-Saajid min Ittikhaadhil-Quburi Masaajid (Pág. 101-106)

(2)    Relatado por Ibn Jarir at-Tabari no seu tafsir (4/275) e al-Haakim (2/546) que disse: “É autêntico de acordo com o critério de al-Bukhari.” Adh-Dhahabi concordou também.

(3)    Al-Khawaakibud-Durari fi Tartib Musnadul-Imam Ahmad’alaa Abwaabil-Bukhari (6/212/1), ainda em forma de manuscrito.

(4)    Relatado por Muslim (8/159) e Ahmad (4/162) de ‘Iyaadh ibn Himaar al-Mujaashi’i radiyAllahu ‘anhu.

(5)
    [Dos editores] Ibn al-Athir disse em an-Nihaayah (3/457): “Al-Fitr: significa começar e criar, e al-Fitrah é a condição resultando disso. O significado é que a humanidade nasceu sobre uma disposição e uma natureza cuja está pronta para aceitar a verdadeira Religião. Portanto se ele fosse deixado sobre isto, então ele continuaria sobre isso. No entanto, aqueles que se desviaram disto fazem isto devido  a seguir a fraqueza humana e seguimento cego de outros…..” Al-Haafidh Ibn Hajar disse em Al-Fath (3/248): “As pessoas diferem em respeito ao que é tencionado (ou seja, o que é o significado) por al-Fitrah e a afirmação mais famosa é que significa Islam. Ibn ‘abdul-Barr disse: Isso era o que era bem conhecido entre a maioria dos salaf (Antecessores Piedosos), e os estudiosos de tafsir concordaram que é isso que é pretendido com o ditado de Allah – o Altíssimo – “Assim é a natureza (Fitrah) feita por Allah – segundo a qual Ele criou os homens” é o Islão.

(6)    Relatado por al-Bukhari (11/418) e Muslim (18/52)


(7) 
   Relatado por al-Bukhari (8/534)

(8)   Relatado por Ibn Abi Haarim também, como está em al-Kawaakibud-Duraari (6/112/2) de Ibn ‘Urwah al-Hanbali, junta com uma isnaad que é Hasan, até Abu Muttahar. No entanto, nenhuma biografia pode ser encontrada dele, nem em al-Kunaa wal-Asmaa de ad-Dawlaabi, nem em al-Kunaa de Muslim, nem em nenhuma outra. E o defeito escondido aqui é que ele é dos Shi’ah, mas a sua biografia não está incluída em al-Kunaa de at-Tusi – da índice de narradores Shi’ah.

Fonte: SPubs.Com | TAW010004
Fonte Árabe: Tahdhirus-Saajid min Ittikhaadhil-Quburi Masaajid
Esta entrada foi publicada em Matérias Introductórias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *