FAQ 4: Jesus o Filho Unigênito

Pergunta No.4

A Bíblia; “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16); não deve você acreditar em Jesus para ter uma vida eterna?

Resposta No.4

Claro, nós acreditamos em Jesus em aquilo que ele era e nós não acreditamos naquilo que ele não era. Nós os Muçulmanos acreditamos que Jesus era um Messias; “Espírito vindo de Deus”; “Palavra de Deus”; o Profeta virtuoso bom como Mensageiro de Deus e o filho da Virgem Maria. Mas, nós não acreditamos que Jesus era “o filho unigênito de Deus.” A verdade  do assunto é que o apóstolo João nunca escreveu; Jesus era o filho “unigênito” de Deus.

Por favor obtenha uma cópia de ‘Gideon Bible’ de um Hotel ou Motel perto de si. É distribuída gratuitamente desde 1899, por todo o mundo, por The Gideon Society. No início desta famosa Bíblia, João 3:16 é traduzido em 26 línguas populares do mundo. Você pode se vir a surpreender ao descobrir que na tradução Inglesa, os editores usaram o termo tradicionalmente aceite “o seu Filho unigênito.” Considerando, em outros idiomas os editores usaram o termo “Seu único filho” ou “Seu filho de único tipo.” Em 1992, quando eu descobri estas variações textuais, escrevi várias cartas para várias universidades na América do Norte solicitando-lhes para confirmar o termo Grego originalmente usado por João.

Abaixo está uma cópia da resposta recebida por The George Washington University: –

João 3: 16 e João 1:28 “contêm cada um a palavra ‘monogenes’ em Grego. Esta palavra normalmente significa “de um único tipo”. Como resultado, “único” é uma boa tradução. A razão por vezes se encontrar uma tradução que torna a palavra como “unigênito” tem haver com a heresia antiga dentro da igreja. Em resposta á alegação Arian de que Jesus foi feito mas não unigênito, Jerome (4º século) traduziu o termo Grego ‘monogenes’ para o Latim como “unigênito” (”only begotten”).

Paul B. Duff, 22 Abril, 1992.

A resposta do Professor Duff foi baseada em ‘Anchor Bible’, volume 29, página 13-14. O termo Grego para “unigênito” é ‘gennao’ como encontrado em Mateus 1:2, o qual João não usou.

Dica preciosa: (precisa e pertinente) – Jesus disse para Maria, “…vai a meus irmãos e dizei-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai…” (João 20:17). Este verso demonstra que o termo usado “Pai” foi puramente metafórico. Quanto a Jesus ser um “filho único”, ele, ao contrário de nós, foi criado sem um Pai físico.

Fonte: SPubs.Com

Esta entrada foi publicada em Diálogo Muçulmano - Cristão. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *