Uma Introdução A Tawhid

Quanto a Tawhid, então sabe – Irmão e Irmã Muçulmana –  que os nossos Salaf dividiram-na em três categorias; cada uma dependente da outra – o Imaan de um servo não está completo até que todos eles adquiram:

Tawhid ur-Rububiyyah, Tawhid ul-Uluhiyyah, Tawhid ul-Asmaa was-Sifaat

1- TAWHID UR-RUBUBIYYAH

Isto é: Reconhecimento e uma convicção firme que Allah o Sublime é Único em:

  • Criar
  • Possuir e
  • Regular/administrar a criação

Ele não tem parceiros em qualquer destas acções que são provadas para Ele sozinho.

Deves também saber que os incrédulos no tempo do Mensageiro (sallallaahu ‘alayhi wa sallam) afirmaram isto tudo em cima mas isto não lhes fez entrar no Islão. O Mensageiro (sallallaahu ‘alayhi wa sallam) lutou contra eles.

A evidência está no ditado de Allah:

“Dize: ‘Quem vos dá sustento do céu e da terra? Ou quem tem poder sobre o ouvido e as vistas? E quem faz sair o vivo do morto e faz sair o morto do vivo? E quem administra a ordem?’ Dirão: ‘Allah.’ Dize: ‘Então, não temeis a Allah?’” [Yunus 10: 31]

E também o Seu ditado:

“Dize, Muhammad: ‘De quem é a terra e quem nela existe, se sabeis?’ Dirão: ‘De Allah.’ Dize: ‘Então, não meditais?’ Dize: ‘Quem é O Senhor dos sete céus e O Senhor do magnífico Trono?’ Dirão: ‘Allah.’ Dize: ‘Então, não temeis a Allah?”
[Mu’minun 23: 84-89]

2- TAWHID UL-ULUHIYYAH

Isto é: A Unificação de todos os actos dos servos, como: Súplica, fazer um juramento ou fazer um sacrifício (abate), Esperança, Medo, Confiança, Aspiração, Arrependimento, Remorso e todos os outros actos de adoração sejam acções do coração, língua ou membros (do corpo), para somente Allah o Exaltado. É em relação a este segundo tipo que a disputa surgiu em ambos os tempos antigos e os tempos modernos, entre os mensageiros e as suas respectivas comunidades.

A evidência está no ditado de Allah:

“E vosso Senhor disse: “Suplicai-Me, Eu vos atenderei. Por certo, os que se ensoberbecem diante de Minha adoração entrarão na Geena, humilhados.”
[Ghaafir 40: 60]

3- TAWHID UL-ASMAA WAS-SIFAAT

Isto é: (Uma) firme crença em tudo aquilo que é encontrado no Livro de Allah e é reportado na Sunnah Autêntica com respeito aos Nomes e Atributos de Allah pelos quais Allah se descreveu a Si Próprio ou pelos quais o Mensageiro (sallallaahu ‘alayhi wa sallam) O descreveu – afirmando-os com a compreensão dos Companheiros (radiyAllaahu ‘anhum) sem negar qualquer um deles através de Takyif (questionar a sua modalidade), ou Tamthil e Tashbih (assemelhá-los aqueles da criação), Ta’wil (interpretá-los de forma inconsistente com o Livro de Allah, a Sunnah Autêntica e a compreensão dos Salaf), Tahrif (alterar os seus significados comprovados pelas três fontes mencionadas em cima), ou Ta’til (contradizer ou negar os significados provados pelas três fontes mencionadas acima).

Isto inclui também a crença que nada é igual a Ele e Ele é O Oniouvinte, O Onividente.

Allah o Exaltado disse:

“Dize: ‘Ele é Allah, Único, Allah é o Solicitado. Não gerou e não foi gerado. E não há ninguém igual a Ele.’” [Ikhlaas 112]

E Ele também disse:

“E de Allah são os mais belos nomes: então, invocai-O com eles, e deixai os que profanam Seus nomes. Serão recompensados pelo que faziam.” [A’raaf 7: 180]

E Ele também disse:

“Nada é igual a Ele. E Ele é O Oniouvinte, O Onividente.”
[Shura 42: 11]


Notas:

Rububiyyah: Um termo que denota a soberania e reinado absoluto de Allah sobre os Céus e a Terra e tudo que está entre ambos. O verbo ‘rabba’ (e o substantivo ‘Rabb’ traduzido como ‘Senhor’) é derivado disso, o que significa: “alimentar, trazer fruição, e criar e reunir todos os elementos necessários para a existência do bem-estar de algo ou alguém.” Isto tem três aspectos:

  • KHALQ (Criatividade): Allah por Ele mesmo faz tudo do nada
  • MULK (Possessão): Allah por Ele mesmo é dono de tudo
  • AMR (Administração): Allah por Ele mesmo controla, orienta aquilo que ele cria e possui.

Algumas das provas para isto são:

“Ora, dEle é a criação e a ordem. Bendito seja Allah, O Senhor dos mundos!” [A’raaf 7: 54]

“E os que invocais, além dEle, não possuem, sequer, uma película de caroço de tâmara.”
[Faatir 35: 13]

Ibn al-Qayyim explica que alguns dos Nomes de Allah são relatados à Sua Rububiyyah e são mais específicos que o nome Ar-Rabb. Por exemplo: Ar-Razzaaq (O Fornecedor), al-Muhyi (Aquele Que dá vida). Da mesma forma, existem algumas acções que esão relacionadas à Sua Rububiyyah e são mais especificas dos que o nome ar-Rabb. Por exemplo: enviar a chuva, dividir a semente, dar honra a alguém, baixar alguém, guiar ou desviar alguém etc. (Al-Madarij)

Uluhiyyah: Um termo que denota que Allah é somente o Único para O qual todas as formas de adoração devem ser direccionadas em verdade, sejam acções do coração (sentimentos), palavras e afirmações e acções dos membros (do corpo). A palavra ilaah deriva do seu significado: Algo que é adorado, o adorado tornou-se em objecto de adoração, subserviência e adoração. Não há nada além de Allah que merece isso e isto é significado do testemunho Laa ilaaha illallaaha (Não há Ilaah que é merecedor de qualquer forma de adoração excepto Allah sozinho), a verdade e certeza da qual cada mensageiro veio para estabelecer. Allah, Azza waDjall diz:

“E os que eles invocam, além de Allah, nada criam, enquanto eles mesmos são criados.”
[Nahl 16: 20]

“E é Ele Quem, no céu, é Deus e, na terra, é Deus. E Ele é O Sábio, O Onisciente.” [Zukhruf 43: 84]

“E não invoques, com Allah, outro deus. Não existe deus senão Ele.” [Qasas 28: 88]

Fonte: SPubs.Com | TAW010002

Esta entrada foi publicada em Matérias Introductórias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *