Biografia: Shaykh Ahmad bin Yahyaa An-Najmi

Shaykh Ahmad bin Yahyaa An-Najmi

O seu nome e origem:

Ele é o nosso nobre Shaykh, o ‘Allaamah, o Muhaddith, O Faqih, o Mufti presente do distrito de Jaazan e o portador da bandeira da Sunnah e Hadith nessa região – Shaykh Ahmad bin Yahyaa bin Muhammad bin Shabir An-Najmi Aali Shaabir dos Bani (descendentes de) Hummad.

O seu nascimento:

O Shaykh, que Allah possa preservá-lo, nasceu na aldeia de Najaamiyyah no dia 22 de Shawaal em 1346H (ou seja, 1928 D.C.), e foi criado na casa dos seus dois pais piedosos – que não tem igual em comparação.
Devido a isso, ambos seus pais fizeram uma promessa a Allah sobre ele que não iriam sobrecarregá-lo com qualquer tipo de empregos mundanos, e Allah fez o que eles queriam se tornar realidade.
Eles guardariam constantemente o seu filho a ponto de nem sequer deixá-lo brincar entre as crianças. Quando ele chegou à idade de puberdade, eles fizeram-lhe entrar para as escolas da cidade, onde ele aprendeu a ler e escrever. Ele aprendeu a recitar o Alcorão na escola nacional antes da chegada do Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi (rahimahullah), três vezes nessa área, a última das quais ocorreu em 1358H (ou seja, 1939 D.C.) quando ele permaneceu lá.

A sua educação e os seus estudos:

Ele primeiro leu o Alcorão para o Shaykh ‘Abdu ibn Muhammad ‘Aqil An-Najmi em 1355H (ou seja, 1937 D.C.). Depois ele leu-o para o Shaykh Yahyaa Faqih ‘Abasi, que era do Iêmen e que tinha vindo para Najaamiyyah, lá ocorreu um debate entre ele e esse professor em respeito à questão da ascendência de Allah – pois ele era um ‘ashari. Então Shaykh Al-Qar’aawi derrotou-o e ele fugiu da cidade depois disso.  “Então, foi exterminado o povo injusto, até o último deles. E louvor a Allah, O Senhor dos Mundos!” [Surah Al-An’aam: 45]

Após a saída do professor ‘ashari deles, o Shaykh, junto com os seus dois tios paternos, Hasan bin Muhammad An-Najmi e Husayn bin Muhammad An-Najmi, começaram a frequentar as aulas do Shaykh Al-Qar’aawi com frequência por alguns dias na cidade de Saamitah, mas isso não durou muito. Isto foi no ano 1359H (ou seja, 1940 D.C.). Em 1360H (ou seja, 1941 D.C.), no mês de Safar para ser exato, o nosso Shaykh juntou-se à Madrasah Salafiyyah (Escola Salafi) e recitou o Alcorão, desta vez sob a ordem do Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi (rahimahullah) para o Shaykh ‘Uthmaan bin ‘Uthmaan Hamli (rahimahullah). Isto foi de tal forma que ele recitou o Alcorão para ele com tajwid e memorizou os livros “Tuhfat-ul-Atfaal”, “Hidaayat-ul-Mustafid”, “Thalaathat-ul-Usul”, “Al-‘Arba’in An-Nawawiyyah” e “Al-Hisaab”. Ele ele aperfeiçoou a disciplina de caligrafia.

Ele sentava-se no círculo de estudo, que Shaykh Al-Qar’aawi tinha criado, até ao momento em que os alunos mais jovens partiriam depois da oração Dhur. Então ele participava no círculo para os alunos mais velhos, sobre o Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi tinha o cargo pessoal de ensinar. Então, ele sentaria-se nesta classe depois da oração Dhur até à hora da oração ‘Ishaa. Depois de orar (‘Ishaa) ele voltaria para a sua cidade de Najaamiyyah com os seus dois tios (Hasan e Husayn).

Depois de quatro meses, o Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi concedeu-lhe permissão para fazer parte do seu círculo de estudo para os estudantes mais velhos, que ele aprendeu sozinho. Então ele leu para o Shaykh os livros seguintes: “Ar-Rahibah” sobre Leis de Herança”, Al-Aajrumiyyah” sobre Gramática Árabe, “Kitaab At-Tawhid”, “Bulugh Al-Maraam”, “Al-Bayquniyyah”, “Nukhbat-ul-Fikr” com a sua explicação “Nuzhat-un-Nadhr”, “Mukhtasaraat fi Sirah”, “Tasrif Al-Ghazi”, “Al-‘Awaamil fi An-Nahw”, “Al-Waraqaat” sobre os Princípios de Fiqh, e “Al-‘Aqidat-ut-Tahaawiyyah” com a sua explicação do Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi – isto foi antes de eles terem visto a explicação de Ibn Abil-‘Izz. Ele também estudou partes do livro “Al-Alfiyyah” de ibn Maalik e “Ad-Durar Al-Bahiyyah” com a sua explicação “Ad-Daraari Al-Madiyyah” sobre Fiqh – ambos foram escritos por Ash-Shawkaani (rahimahullah). Isto também se aplica para outros livros – aqueles que foram designados parar estudo, como os livros mencionados acima, aqueles tratados concisos e pequenos panfletos que eles estudaram para a educação cultural, ou aqueles livros a que eles se referiam ao pesquisar como “Nayl-ul-Awtaar”, “Zaad Al-Ma’aad”, “Nur-ul-Yaqin”, “Al-Muwatta” e “Al-Ummahaat”.

No ano 1362H (ou seja, 1943 D.C.) o Shaykh ‘Abdullah (rahimahullah) distribuiu trechos de Umahaat (Livros de Hadith) ,que ele tinha presente na sua biblioteca, aos seus alunos, que consistia em Sahih Al-Bukhari, Sunan Abi Dawud, Sunan An-Nasaa’I e os Muwatta de Imam Maalik. Então eles (os seus alunos mais velhos) começaram a ler estes livros para ele, mas não foram capazes de completá-los uma vez que se tiveram de afastar devido a uma seca.

Em 1364H (ou seja, 1945 D.C.), eles voltaram e leram-nos (i.e. os livros) para ele. Isto foi quando o Shaykh ‘Abdullah deu-lhe ijaazah (autorização religiosa) para relatar de “Al-Umahaat as-Sittah”.

Em 1369H (ou seja, 1950 D.C.), ele estudou dois livros sob o Shaykh Ibraahim bin Muhammad Al-‘Amudi (rahimahullah), o Juíz de Saamitah naquela época, que eram: (1) “Islaah-ul-Mujtami” e (2) o livro do Shaykh ‘Abdur-Rahmaan bin Sa’adi (rahimahullah) sobre Fiqh, que é organizado sob a forma de perguntas e respostas, intitulado: “Al-Irshaad ilaa Ma’rifat-il-Ahkaam.”

Além disso, sob a ordem do Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’waawi, ele estudou gramática sob o Shaykh ‘Ali Ibn-ush-Shaykh Ziyaad As-Sumaali, passando pelo livro “Al-‘Awaamil fin-Nahwi Mi’ah”, como também outros livros sobre gramática e morfologia.

Em 1384H (ou seja, 1964 D.C.), ele frequentou os círculos de estudo do (ex) Mufti das terras da Arábia Saudita, o Shaykh Muhammad bin Ibraahim Aali Shaykh (rahimahullah) durante cerca de dois meses, o Imaam Aali Shaykh ensinaria o Tafsir Ibn Jarir At-Tabaari com a recitação de ‘Abdul-‘Aziz Ash-Shalhoob. No mesmo ano, ele participou também nos encontros do nosso professor, o Imaam, Shaykh ‘Abdul-‘Aziz Ibn Baaz (rahimahullah), durante cerca de um mês e meio. Esta classe era sobre Shaih Al-Bukhari e ocorreu entre as orações Maghrib e ‘Ishaa.

Os seus professores:

Daquilo que se pode ler acima, é evidente que os seus professores, em ordem, foram, entre outros, os seguintes:

1. Shaykh Ibraahim bin Muhammad Al-‘Amudi – o juíz de Saamitah na sua época.
2. Shaykh Haafidh bin Ahmad Al-Hakami, que Allah tenha misericórdia dele.
3. O  Chamador e Reformador (mujaddid) das regiões do sul do Reino da Arábia Saudita, Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi, que Allah tenha misericórdia sobre ele.
4. Shaykh ‘Abdu bin Muhammad ‘Aqil An-Najmi
5. Shaykh ‘Uthmaan bin ‘Uthmaan Al-Hamli
6. Shaykh ‘Ali Ibn Ash-Shaykh ‘Uthmaan Ziyaad As-Sumaali
7. O Imaam e (ex) Mufti das terras da Arábia Saudita, Shaykh Muhammad bin Ibraahim Aali Shaykh, que Allah tenha misericórdia dele.
8. Shaykh Yahyaa Faqih ‘Abasi Al-Yemeni.

Os seus estudantes:

O nosso Shaykh, que Allah o preserve, teve muitos, muitos estudantes. Para alguém que passou a quantidade e tempo que ele passou no ensino, que é quase meio século, pode-se imaginar quantos alunos ele teria. Se fôssemos a listar o seu número, isso exigiria um grande livro em si. Portanto eu irei de mencionar um pequeno exemplo deles, pelo qual se pode passar em determinar os seus outros alunos. Assim, de entre os seus alunos estão os seguintes:

1. O nosso Shaykh, o ‘Allaamah, o Muhaddith, o Defensor da Sunnah, Rabi’ bin Haadi Al-Madkhali
2. O nosso Shaykh, o ‘Allaamah, o Faqih, Zayd bin Muhammad Haad Al-Madkhali
3. O nosso Shaykh, o Nobre Estudioso, ‘Ali bin Naasir Al-Faqihi

É suficiente mencionar aqui apenas estes três nomes. E isto é devido à fama que eles têm em círculos e encontros de conhecimento, de modo que ninguém nos pode culpar por isso.

A sua aptidão e inteligência:

O Shaykh possui um alto nível de inteligência. O seguinte é uma história que indica a inteligência e a boa memória que ele tinha desde a sua infância:

O tio, Shaykh ‘Umar bin Ahmad Jardi Al-Madkhali disse: “Quando o Shaykh Ahmad assistia às aulas na Escola Salafi em Saamitah, junto com os seus dois tios, Hasan An-Najmi e Husayn An-Najmi, durante o ano 1359H (ou seja, 1940 D.C.) quando ele tinha 13 anos, ele ouvia as classes (aulas) que o Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi dava aos seus estudantes mais velhos e ele memorizava-as.”

Eu digo: Isto foi o que causou o Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi deixar o Shaykh Ahmad juntar-se às suas aulas para adultos, das quais ele si mesmo estava encarregado de ensinar. Isto foi por causo daquilo que o Shaykh (Al-Qar’aawi) viu da sua superioridade, rapidez na memorização e inteligência.

As suas obras:

O nosso Shaykh, que Allah possa preservá-lo, trabalhou como professor voluntário nas escolas do seu Shaykh ‘Abdullah Al-Qar’aawi. Quando as posições de salários começaram, ele foi atribuído o dever de um professor na sua cidade de Najaamiyyah. Isto foi em 1367H (ou seja, 1947 D.C.). Depois em 1372 (ou seja, 1952 D.C.), ele transferiu-se para ser Imam e professor no masjid da cidade de Abu Subaila em Baalhurrath.

No dia 1/1/1374H. (ou seja, no ano 1954 D.C.), quando o instituto educacional (ma’ahad) de Saamitah abriu, foi-lhe atribuído o cargo de professor (no instituto), onde ele atuou até o ano 1384H. (ou seja, 1964 D.C.). [1] Então depois, ele pediu demissão do seu cargo com a esperança de conseguir a oportunidade de ensinar na Universidade Islâmica de Medina, então ele viajou para lá. [2] No entanto, certas circunstâncias tiveram lugar que não permitiram para isso ocorrer, então ele voltou para a sua zona e Allah decretou para que lhe fosse apontada a posição de admoestador religioso e guia para o Ministro de Justiça no Distrito de Jaazaan. Então ele tomou o papel de admoestar e aconselhar nas melhores maneiras.

No dia 1/7/1387H (ou seja, 1967 D.C.) ele voltou a ser um professor da instituição educacional na cidade de Jaazaan a seu pedido. Depois no começo do ano letivo de 1389H (1969 D.C.), ele voltou a ensinar no instituto de Saamitah. Ele permaneceu lá como professor até se aposentar (reformar) no dia 1/7/1410H (ou seja, 1989 D.C.).

Desde aquela época até ao momento em que estou a escrever estas linhas, ele manteve-se ocupado ensinando em sua casa, na sua mesquita local e em outras mesquitas no distrito, realizando aulas semanais, bem como assumindo o papel de fornecer fataawaa (para perguntas).

Ao fazer isto tudo, ele agiu em conformidade com o conselho final do seu professor, que foi para se manter constante no ensino e tomando cuidado dos alunos, especialmente dos estrangeiros entre aqueles que deixaram as suas famílias (para virem estudar). Ele teve uma paciência notável na realização disto, por isso pedimos a Allah que Ele o recompense.

Ele também aguentou o conselho final do seu professor, Shaykh Al-Qar’aawi, por continuar nos seus estudos e pesquisar e aprender com os outros. Isto é especialmente no que diz respeito às ciências e princípios de Hadith e Fiqh, pois era de tal forma que ele ultrapassou os seus colegas e tinha um comando poderoso nesse assunto. Que Allah abençoe a sua vida e conhecimento e que nos beneficie com os seus esforços.

Os seus livros de conhecimento:

O nosso Shaykh, que Allah possa preservá-lo, escreveu muitos livros,  alguns dos quais foram impressos e alguns que não. Pedimos a Allah para facilitar a publicação desses livros de modo que possa ser obtido benefício a partir deles. Alguns dos seus livros são:

1. Awdah-ul-Ishaarah fi Ar-Radd’alaa man abaaha Al-Mamnu’ min-az-Ziyaarah.
2. Ta’sis-ul-Ahkaam Sharh ‘Umdat-ul-Ahkaam – só uma pequena porção do livro foi impressa.
3. Tanzih-ush-Shari’ah ‘an Ibaahat-il-Aghaani al-Khali’ah.
4. Risaalat-ul-Irshaad ilaa Bayaan-il-Haqq fi Hukm-il-Jihaad (um livro explicando o veredito sobre jihad)
5. Risaalatun fi Hukm-il-Jahr bil-Basmalah (o veredito sobre a pronúncia em voz alta de Bismillah na oração)
6. Fat’h-ur-Rabb-ul-Wadud fil-Fataawaa war-Rudud (uma coleção de vereditos)
7. Al-Mawrid-ul-Adh’b az-Zilaal fimaa intaqada ‘alaa ba’ad-il-manaahij ad-da’wiyyah min Al-‘Aqaa’id wal-‘A’amaal. (um livro refutando duas seitas modernas desviantes: o Jama’at Tablighi e os Ikhwaan-ul-Muslimun).

Ele também tem outros livros benéficos que ele colocou diante aos Muçulmanos, que Allah o recompense com a melhor das recompensas, e beneficie o Islam e os Muçulmanos com ele. E que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre o nosso profeta, Muhammad, sua família e Companheiros, Amin.

Escrito pelo seu estudante,
Muhammad bin Haadi bin ‘Ali Al-Madkhali
Um professor na Faculdade de Hadith na Universidade Islâmica de Medina

Notas:

[1] Nota do tradutor: Ele ensinou nesta escola ao lado do Shaykh Haafidh Al-Hakami e do Shaykh Naasir Khalufah.

[2] Nota do tradutor: O Shaykh diz sobre isto no seu livro “al-Fataawaa al-Jaliyyah” (pág. 7): “Eu desejava ardentemente aderir à Universidade Islâmica como um professor, especialmente desde que nessa época, o Shaykh Muhamad Naasir-ud-Din Al-Albaani, o bem conhecido Muhaddith, e o Shaykh ‘Abdul-‘Aziz bin Baaz, que era o assistente principal da escola, estavam ambos lá. Eu queria estar perto dos dois e tomar conhecimento deles. Eu desejei vivamente isto, mas Allah não quis isso para mim. Então, depois disso, eu tentei matricular-me na Universidade (de Medina), mas Allah não decretou isso para mim também.”

Fonte: Traduzido de Al-Ibaanah.Com (o site encontra-se de momento offline).

Esta entrada foi publicada em Salaf 1350 - Presente D.H.. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *